close

HUBERT DE GIVENCHY APRESENTA EXPOSIÇÃO HOMÓNIMA NO CALAIS MUSEUM FOR LACE AND FASHION
19 Junho 2017

© Getty Images

O Museum for Lace and Fashion, em Calais, França, dedica uma exposição a Hubert de Givenchy, um dos maiores criadores de moda do século XX. Em exibição estão setenta looks, amostras de tecidos de Alta Costura, perfumes e fotografias de arquivo de Givenchy que revelam o seu vasto universo criativo. Patente até 31 de dezembro de 2017 e com curadoria do próprio Hubert de Givenchy, a exposição foca momentos importantes da carreira do famoso criador de moda francês, incluindo as peças mais emblemáticas que criou para Jacqueline Kennedy e para a sua musa e amiga Audrey Hepburn.

Os looks expostos primam pela elegância e requintado refinamento cultural, duas das principais distintivas das criações de Hubert de Givenchy. Entre outras fontes de inspiração, reconhece-se a influência de artistas como Miró, Staël, Delaunay e Rothko, mas também a opulência do século XVIII, com o uso de cores intensas, materiais preciosos e drapeados sumptuosos.

As peças expostas pertencem a guarda-roupas privados, aos arquivos da casa Givenchy e a coleções de vários museus europeus, incluindo a do próprio Museum for Lace and Fashion.

Sobre Hubert de Givenchy
Hubert de Givenchy cresceu no seio de uma família protestante em Beauvais, onde o seu avô tinha uma fábrica de tapetes e colecionava tecidos, móveis e outros objetos. Desde muito cedo, demonstrou um enorme interesse por moda. Aos dez anos de idade, ao visitar uma exposição de figurinos de criadores franceses famosos, identificou-se imediatamente com o universo luxuoso da Alta Costura. Sete anos depois, foi para Paris, levando uma pasta cheia de desenhos. Trabalhou com nomes importantes da moda parisiense como Jacques Fath, Robert Piguet, Lucien Lelong, Christian Dior e Elsa Schiaparelli. Em 1952, abriu a sua própria Maison e o reconhecimento foi quase imediato. No ano seguinte, conheceu Balenciaga, que, segundo as suas próprias declarações, foi o seu grande mestre e fonte de inspiração. A influência de Balenciaga refletiu-se em muitas das suas criações e no gosto pela elegância e estrutura minimalista das peças de roupa. 

Hubert de Givenchy foi o primeiro criador de Alta Costura a apresentar uma coleção feminina de pronto-a-vestir, intitulada "Givenchy Université", em 1954. Em 1957, lançou o seu primeiro perfume. Em 1973, estreou-se no mundo da moda masculina, com o lançamento da linha Gentleman Givenchy.

Em 1981, a Maison Givenchy foi comprada pelo Grupo Louis Vuitton Moët Hennessy. Hubert de Givenchy deixou o seu cargo como diretor criativo em 1995 e foi sucedido por John Galliano. Alexander McQueen, Julien MacDonald, Riccardo Tisci assumiram mais tarde a direção criativa da casa e hoje cabe a Clare Waight Keller dar continuidade ao legado de Hubert de Givenchy.

 

Enviar notícia para o e-mail:


Pedido de Imagens

Subscrever Newsletter