close

TINTEX DESENVOLVE CORANTES TÊXTEIS COM COGUMELOS
24 Maio 2017

PICASSO é o nome do novo projeto de I&D da empresa portuguesa TINTEX, que visa o desenvolvimento de uma linha inovadora de produtos têxteis coloridos com compostos de origem natural extraídos a partir de plantas e cogumelos. Realizado em parceria com o CeNTI, o CITEVE, a Bioinvitro e a Ervital, este projeto vai ao encontro das necessidades crescentes de sustentabilidade ecológica e económica da indústria têxtil e promete trazer para o mercado 25 a 30 corantes naturais. 

O projeto PICASSO tem dois desafios principais: a extração de compostos naturais a partir de cogumelos e plantas, com base em processos ecológicos e de fácil implementação industrial, e a compatibilidade dos compostos extraídos com substratos têxteis.

“Agora, além dos extratos vegetais vamos também ter cogumelos e além da coloração, vamos também dar efeitos funcionais como antioxidantes e antimicrobianos”, revelou ao Portugal Têxtil, Mário Jorge Silva, administrador da TINTEX, sobre o projeto.

“Vai trazer têxteis coloridos com extratos naturais com solidez à luz e à lavagem, que é uma das principais limitações deste tipo de tecnologia”, destaca, por seu lado, Ana Cardoso, investigadora do CeNTI, parceira do projeto. 

A TINTEX tem vindo a apostar, cada vez mais, em soluções ecológicas. A empresa de Vila Nova de Cerveira participou na recente edição da Techtextil, a mais importante Feira internacional de têxteis técnicos e não tecidos realizada em Frankfurt, onde apresentou a linha Cork Coating, com produtos com base natural revestidos com desperdício pós-industrial de cortiça, um dos quais foi galardoado na Munich Fabric Start.

 

Enviar notícia para o e-mail:


Pedido de Imagens

Subscrever Newsletter